Terça, 20 de Abril de 2021 11:03
(83) 996792335
Brasil Brasil

Senado aprova projeto que permite compra de vacinas por empresas

Antes de uso próprio, iniciativa privada terá que comprar e doar todas as doses ao SUS até que grupos prioritários sejam imunizados

24/02/2021 19h30
13
Por: Blog do Almir Santos Fonte: R7 - Gabriel Croquer, do R7
Projeto não permitirá que empresas comercializem as vacinas - (Foto: Danilo Verpa/Folhapress - 18/01/2021)
Projeto não permitirá que empresas comercializem as vacinas - (Foto: Danilo Verpa/Folhapress - 18/01/2021)

O Senado Federal aprovou nesta quarta-feira (24) o PL 534/2021, do senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG), que permite a compra de vacinas contra a covid-19 por empresas brasileiras para aplicação em seus funcionários. O texto, porém, estabelece alguns critérios a serem cumpridos em conjunto pelo governo federal e as empresas, antes que a iniciativa privada possa adquirir imunizantes para uso próprio, e proíbe a comercialização dos imunizantes.

De acordo com o projeto aprovado, as empresas só poderão utilizar parte das vacinas adquiridas depois que o governo Bolsonaro concluir a imunização de todos os 70 milhões de cidadãos nos grupos prioritários. Quando isso for concluído, a iniciativa privada ainda terá que doar 50% das doses compradas ao SUS (Sistema Único de Saúde), com autorização de e usar a outra metade adquirida para imunizar seus funcionários ou distribuir as vacinas de forma gratuita.

O projeto inicial previa que, após a imunização de grupos prioritários, empresas poderiam utilizar como bem entender as doses compradas. A regra foi alterada por emenda, aceita pelo relator do projeto, Randolfe Rodrigues (REDE-AP).

"Somos da opinião que o PNI precisará de auxílio por um período bastante prolongado. Desse modo, sugerimos que, após a imunização da parcela prioritária da população, as entidades privadas devem continuar auxiliando o SUS", defendeu o senador. 

O PL 534 ainda permite que permite que estados, Distrito Federal e municípios assumam a responsabilidade civil por eventuais efeitos adversos provocados pelos imunizantes, o que abrirá caminho para a aquisição de vacinas como a Pfizer, recentemente aprovada em definitivo pela Anvisa, por governadores e prefeitos. 

Contudo, o texto ainda prevê que a aquisição de vacinas seja preferencialmente feita pela União, cabendo a compra de estados e municípios caso em caso de descumprimento do Plano Nacional de Vacinação ou de insuficiência de doses previstas para imunizar a população. Nestes casos, os recursos também devem vir da União, somente sendo pagos por outros entes em casos exepcionais. 

a

 

STF permite compra por estados e municípios

O STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu por unanimidade, nesta terça-feira (23), que estados e municípios podem comprar e fornecer à população vacinas contra a covid-19 caso as doses ofertadas pelo Ministério da Saúde sejam insuficientes. A decisão foi proferida em uma ação protocolada pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

A medida foi autorizada apenas em caso de descumprimento do Plano Nacional de Vacinação pelo governo federal ou de insuficiência de doses previstas para imunizar a população. A liberação também vale para os casos em que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) não conceda autorização em 72 horas para uso de imunizantes aprovados por agências reguladoras de outros países.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Cajazeiras - PB
Atualizado às 10h58 - Fonte: Climatempo
29°
Poucas nuvens

Mín. 21° Máx. 35°

31° Sensação
8.3 km/h Vento
58% Umidade do ar
90% (3mm) Chance de chuva
Amanhã (21/04)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 21° Máx. 34°

Sol e Chuva
Quinta (22/04)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 20° Máx. 34°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Ele1 - Criar site de notícias