Header Ads

Mulher é presa em Campina Grande suspeita de espancar filha e sobrinha

As crianças compareceram à escola com diversas lesões espalhadas pelo corpo e isso chamou a atenção das professoras.

Ao constatar a gravidade da violência, os funcionários da escola acionaram os representantes do Conselho Tutelar. (Foto: Reprodução/WhatsApp)

Uma mulher suspeita de espancar a própria filha, de 10 anos e a sobrinha, de 9 anos foi presa nesta quarta-feira (24) pela Polícia Civil, em Campina Grande. As crianças compareceram à escola com diversas lesões espalhadas pelo corpo e isso chamou a atenção das professoras. 

Tamara Sabdrielly de Souza foi presa por equipes da Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Infância e a Juventude em Campina Grande ( DRCCIJ/CG).

O delegado Pedro Ivo Soares disse que a mulher foi denunciada à polícia após as duas crianças aparecerem na escola com muitos ferimentos. "As professoras da escola onde as duas crianças estudam perceberem as lesões que existiam no corpo das vítimas", explicou. 

As crianças apresentavam lesões profundas de espancamento. As marcas das agressões ficaram presentes em diversas partes do corpo, mas se concentraram nos braços, nas costas, no tórax e no abdômen. Uma das crianças chegou a sofrer um corte no braço devido às agressões.

Ao constatar a gravidade da violência, os funcionários da escola acionaram os representantes do Conselho Tutelar, que, por sua vez, procuraram a Delegacia. 

Assim que tomaram conhecimento do caso, equipes da DRCCIJ iniciaram diligências para localizar a agressora. Tamara foi encontrada em sua casa e levada para a Delegacia, onde recebeu voz de prisão e foi autuada em flagrante delito por crime de lesão corporal contra crianças, no âmbito familiar. 

"As vítimas foram submetidas a exame de corpo de delito, que constatou a presença de diversas lesões graves", destacou o delegado. 

Após a prisão, as duas crianças foram encaminhadas para um abrigo, para receber assistência social. A suspeita permanecerá recolhida na carceragem da Polícia Civil, aguardando ser apresentada ao Poder Judiciário em audiência de custódia.





Fonte: clickpb

Publicidade

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.