Header Ads

Coordenador do Samu de JP é investigado por desviar valores de plantões não trabalhados por seu irmão

José Leonardo está sendo investigado por desvio de valores referentes a plantões pagos, mas não trabalhados, por seu irmão Jairo Henrique Alves de Araújo.

José Leonardo possui vínculo efetivo na Prefeitura de João Pessoa ocupando o cargo de motorista (Foto: Walla Santos/ClickPB/Arquivo)

O Ministério Público Federal na Paraíba (MPF-PB) instaurou um inquérito civil para investigar a ocorrência de improbidade administrativa por parte do coordenador de Transporte do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) de João Pessoa, José Leonardo Alves. A conversão do procedimento preparatório em inquérito civil foi instaurada através de portaria pelo procurador Yordan Moreira Delgado e publicada na edição desta segunda-feira (24) do Diário Oficial.

De acordo com a portaria, José Leonardo está sendo investigado por desvio de valores referentes a plantões pagos, mas não trabalhados, por seu irmão Jairo Henrique Alves de Araújo. O investigado teria utilizado de seu cargo comissionado para conseguir desviar estes valores.

Dados do Sagres, do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) demonstram que José Leonardo possui vínculo efetivo na Prefeitura de João Pessoa ocupando o cargo de motorista. Seu salário neste ano de 2019 foi de R$ 4 mil, em média.

O procurador responsável pelo caso notificou as auditoras do DENASUS para apresentarem os documentos comprovando que Jairo não trabalhou durante os plantões, mas os valores teriam sido repassados.


Fonte: clickpb

Publicidade

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.