Header Ads

Assessor de Bolsonaro defende fim de acordo ortográfico, urnas eletrônicas e tomada de três pinos

Jair Bolsonaro contestou a confiabilidade das urnas eletrônicas diversas vezes em sua carreira política

A padronização de tomadas ao modelo de três pinos começou no ano 2000, mas apenas em 2011 a venda de aparelhos com três plugues se tornou obrigatória (Foto: Reprodução)

O assessor especial da Presidência da República para Assuntos Internacionais, Filipe Martins, publicou no Twitter quais serão os próximos passos do governo Bolsonaro após a extinção do horário de verão em 2019.

Depois de nos livrarmos do horário de verão, temos que nos livrar da tomada de três pinos, das urnas eletrônicas inauditávris e do acordo ortográfico”, disse em sua conta no Twitter.

Urna eletrônica

Jair Bolsonaro contestou a confiabilidade das urnas eletrônicas diversas vezes em sua carreira política. Durante as eleições de 2018, chegou a afirmar que o sistema eleitoral poderia ser contestado como fraudulento caso ele não fosse eleito vencedor — 

Acordo Ortográfico e padronização de tomadas

O acordo ortográfico completou 10 anos no início deste ano. A padronização do idioma permitiu um aumento do intercâmbio cultural, com livros de ficção, didáticos, paradidáticos e científicos, e documentos, escrituras, contratos e textos de todos os gêneros circulando entre os países sem necessidade de revisão. A medida também foi aplicada em países que utilizam o idioma espanhol.

A padronização de tomadas ao modelo de três pinos começou no ano 2000, mas apenas em 2011 a venda de aparelhos com três plugues se tornou obrigatória.

Fonte: clickpb

Publicidade

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.