Header Ads

Criança de Patos transferida para JP, na verdade, está com meningite viral, diz prefeitura

De acordo com a segunda nota da prefeitura, "num primeiro momento, havia a impressão de se tratar de meningite bacteriana, em virtude de um quadro de otite apresentado pela criança."

Criança foi transferida de Patos para o Hospital Universitário Lauro Wanderley, em João Pessoa (Foto: Divulgação)

A criança diagnosticada com meningite bacteriana em Patos, no Sertão da Paraíba, na verdade, está com meningite viral. É o que informa a segunda nota emitida pela Prefeitura de Patos, neste domingo (24).

O primeiro diagnóstico foi divulgado pela Gerência de Vigilância em Saúde do município de Patos. A primeira nota dizia que “a Secretaria Municipal de Saúde tomou ciência de um caso suspeito de meningite. E que a Vigilância em Saúde e a Vigilância Epidemiológica do Município de Patos, adotaram todas as medidas de controle da doença, conforme protocolo estabelecido pelo Ministério da Saúde”.

De acordo com a segunda nota da prefeitura, "num primeiro momento, havia a impressão de se tratar de meningite bacteriana, em virtude de um quadro de otite apresentado pela criança. Porém, após uma evolução clínica e novos exames, tudo leva a crer que a doença seja mesmo do tipo viral."

Essa informação foi confirmada pela médica do município de Patos, Ana Carolina, que também é apoiadora institucional da Secretaria de Saúde, após uma conversa que teve, na tarde deste domingo, com o infectologista que atendeu o paciente no Hospital Universitário Lauro Wanderley, na UFPB em João Pessoa.

Ainda conforme a segunda nota da Prefeitura de Patos, infecções por vírus são a causa mais frequente de meningite e, na maioria das vezes, é uma doença autolimitada e benigna. "Os resultados conclusivos dos exames, no entanto, só serão conhecidos na terça feira (26)."

Em áudio, a médica Ana Carolina, relatou o que conversou com o médico que atendeu o menino na Capital. "Após contato com o médico responsável pelo aluno do colégio Geo (Patos), que está no Hospital Universitário de João Pessoa, o mesmo disse que o exame e a clínica do paciente são compatíveis com meningite viral, que não faz qualquer quimioprofilaxia ou tratamento para contactantes. Nesse momento, a criança segue bem e acompanhada da família. Qualquer dúvida, procurem sua Unidade Básica de Saúde ou seu pediatra. Estaremos aqui para quaisquer esclarecimentos."


Fonte: clickpb

Publicidade

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.